CARACTERÍSTICAS

 

É a designação comum dada aos animais pertencentes à subclasse Acari da classe Arachnida. A palavra acari deriva do grego akares, ‘pequeno’. A maioria dos adultos mede entre 0,25 e 0,7 mm de comprimento, embora existam espécies ainda menores.

Vivem aproximadamente dois meses, durante os quais acasalam de uma a duas vezes, dando origem a uma postura de 20 a 50 ovos. O período mais propício para o acasalamento é entre a Primavera e o Outono.

ONDE HABITAM

Em nossas casas, os ácaros alimentam-se de partículas resultantes da descamação de pele humana e de animais. Por dia, o homem perde cerca de 1g destes pedaços de pele. Os ácaros abundam nos colchões, mantas de lã, almofadas de penas, tapetes, sofás e bonecos de pelúcia, desenvolvendo-se em condições ótimas de umidade superior à média de 70% a 80% e de temperatura superior a 20°C. Em altitudes superiores a 1200 metros, os ácaros deixam de ter boas condições de vida. Por este motivo, a estadia em regiões montanhosas pode conduzir ao alívio de certas alergias.

RISCOS À SAÚDE

Os excrementos dos ácaros e os ácaros mortos dispersam-se em poeira fina, sendo inalados e podendo provocar as alergias. No Brasil, os ácaros são os principais responsáveis por quadros de alergia respiratória, como rinite alérgica e asma.