A Desratização tem o objetivo de controlar através de raticidas, a proliferação de roedores (Ratos). O primeiro passo é identificar qual espécie invadiu o ambiente, para assim realizar a intervenção química com mais eficiência. De modo geral, as espécies urbanas podem ser classificadas em residentes e não residentes. As espécies residentes são o camundongo, que habita o interior das edificações e faz ninhos em armários, fogões, geladeiras e até máquinas de lavar roupa, alimentando-se de frutas e alimentos armazenados; e o rato preto, encontrado nos forros das casas, na parte oca de árvores ou em sótãos. .

À espécie não residente é a ratazana, que habita os esgotos públicos ou faz tocas subterrâneas em terrenos baldios e nas encostas de córregos a céu aberto.

O processo de desratização deve ser realizado por profissionais especializados e tem como objetivo localizar os possíveis focos de infestação de ratos/roedores, além de controlar essa praga urbana do local com segurança. As técnicas mais utilizadas são:

Iscagem parafinada – Consiste na aplicação de raticidas em bloco de alta palatabilidade para os roedores em pontos estratégicos e localizados. Produto de dose única que elimina o roedor por hemorragia interna ressecando-o sem deixar cheiro. Indicado para áreas externas devido a sua resistência às condições climáticas adversas;

Pó de contato – É um produto químico colocado nas vias de acesso por onde os roedores passam dia e noite. O objetivo é contaminar o pelo do roedor, fazendo-o transmitir o raticida para toda a colônia;

Porta iscas – As iscas devem ser identificadas, mapeadas e acondicionadas em pontos de envenenamento permanente denominado CAIXA PEP. Os portas-iscas são seguros e autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA;

Captura – Em ambientes internos com presença de roedores o tratamento é complementado com a instalação de placas adesivas de captura. Seu mecanismo de atração é obtido através de uma essência que está contida na própria cola.

O preço da desratização pode variar de acordo com muitas variantes. Como você pode ver cada situação exige uma técnica específica para realizar o controle de roedores. Esse é um dos principais fatores para calcular o preço da desratização. Porém, além disso, é necessário levar em conta quais os tipos de roedores que estão no ambiente, e o tamanho do espaço que deverá passar pelo processo de desratização.

Uma dica que se deve levar em conta é que, nem sempre, a empresa com o preço mais baixo, será a melhor opção para realizar o serviço. Lembre-se sempre que o processo de desratização envolve produtos químicos que podem trazer risco a crianças e animais. Por isso é essencial que seja feito por um profissional especializado e com conhecimento da área que será controlada.

Em residências com crianças e animais de estimação, existem algumas técnicas para evitar o contato com os vários tipos de produto. O primeiro passo é retirar a criança e o pet do local no momento da aplicação para que eles não fiquem curiosos. Além disso, as iscas devem ser aplicadas em lugares de difícil acesso, tanto para cães e gatos quanto para crianças.